Sobre a Arruda Silvestre


Ibrahim b. Khalid narrou de Abu Ishaq b. Ibrahim b. Abd Rabbihi, de Abd Al Wahid b. Maymun, de Abu Khalid Al Wasiti, de Zayd b. Ali (o quarto Imam), que atribuiu a seus antepassados, (A.S.), que disseram: “O Mensageiro de Allah (S.A.A.S.) disse:

“A arruda silvestre não desenvolve uma árvore ou uma folha ou um fruto, sem que tenha um anjo encarregado dela, até que chegue àquele que a procura, ou até que se deteriore. Em sua raiz e galhos há um segredo, e em sua semente está a cura de setenta e duas enfermidades. Portanto, tratai-vos com ela e com olíbano”.”

De Abu Abdallah Assadeq (A.S.), que foi indagado sobre a arruda silvestre e o estoraque. Ele respondeu:

“Quanto à arruda silvestre, nem sua raiz na terra nem seu galho no ar são abalados sem que haja um anjo encarregado dela até que se deteriore ou se transforme (no que lhe é destinado). Pois Satã evita setenta casas antes da casa em que ela está, e é uma cura para setenta enfermidades, a menor das quais é a lepra. Assim, não faças pouco caso dela”.


0 visualização
  • Twitter Clean
  • w-facebook
  • w-youtube
  • w-flickr