Sheik Muhammad Tijani no Rio de Janeiro

Esta semana, a comunidade islâmica do Rio de Janeiro recebeu o sheik Muhammad Tijani, personalidade religiosa e estudioso respeitado entre muçulmanos #sunitas e #xiitas do mundo todo.

"Tunisiano de Gafsa, Muhammad al Tijani nasceu em uma família muçulmana #sunita da escola filosófica Malik, que mais tarde adotaria uma tariqa #sufi chamada Tijani.​ Quando completou 18 anos, foi enviado a Meca para participar de uma conferência de escoteiros islâmicos e realizou seu primeiro #Hajj ou peregrinação a Meca, onde foi influenciado por muçulmanos wahabis durante esta viagem.

Ao regressar à Tunísia, defendia ainda estas ideias mas algo o inquietava por dentro, pois não conseguia aceitar alguns ditames e proibições sauditas, como a de visitar o túmulo do Profeta e de sua família.​ Viajou para buscar conhecimento no Egito e no caminho de volta para sua terra natal conheceu um sábio shiita iraquiano da Universidade de Bagdá chamado Munim, que debateu fraternalmente ideias filosóficas do islam com ele e o convidou para conhecer a universidade de Bagdá e foi com ele ao Iraque e aí se reuniu com vários sábios shiitas, em Bagdá e em Najaf.

Entre estes homens sábios, conheceu e bebeu das palavras de Abu al-Qasim al-Khoei, Muhammad Baqir al-Sadr e Muhammad Husayn Tabatabaei, que apresentaram a ele a escola shiita e depois de algum tempo debatendo suas ideias ele se convenceu e se tornou xiita. Ele costuma dizer que os xiitas são os verdadeiros defensores da verdadeira suna ou costumes do profeta, que não se resumem na forma como ele andava ou escovava os dentes, mas no seu caráter e conhecimento real e que os imames são infalíveis.

Concluiu estudos nas maiores universidades islâmicas do oriente e também do ocidente como a da Sorbonne, na França, tendo escrito diversas obras que citaremos aqui.​

Ele é considerado um estudioso bastante respeitado e conhecido pelo seu livro intitulado “Então fui Guiado”.​

Também é autor dos livros ​”Pergunte àqueles que sabem”, ​”Estar com o Verdadeiro”​, Os xiitas são os verdadeiros Ahlul-Sunnah”, “Todas as soluções estão com a​ progênie do Profeta” e ​”Quinta-feira Negra”.​ Muitos de seus livros são proibidos em países como a Arábia Saudita e a Malásia. " Texto: Patrícia Soares

Fotos: Carlos Meneses

46 visualizações
  • Twitter Clean
  • w-facebook
  • w-youtube
  • w-flickr