• Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Follow Us
Search By Tags
Please reload

Recent Posts

Imamato e o Oitavo Imam Ali Al-Reda (as)

July 24, 2018

1/10
Please reload

Featured Posts

Alguns "catedráticos" afirmam que a expansão do Islã se deu pelo fio da espada, será que isso é verdade ?

January 16, 2017

 

Alguns "catedráticos" afirmam que a expansão do Islã se deu pelo fio da espada, será que isso é verdade ?

 


" Os orientalistas insistem em afirmar que o Islã se expandiu através do uso da violência, nós pedimos aos leitores que façam uma análise de um acontecimento emblemático acontecido em Iazrib antes da migração pois através deste exemplo é confirmado o fato de o Islã ter se expandido não pela violência, mas sim pela claridade e justiça de seus princípios, as suas leis harmoniosas, e a doçura que cativava os corações e os mantinha preenchidos, e que não precisou recorrer ao fio da espada como forma de expansão.


Eis aqui o acontecimento que mencionamos: Masab Ibn Amir, que era um grande difusor do Islã e famoso orador, foi enviado a Medina pelo Profeta (S.A.A.S) a pedido de Saad Ibn Zurara para instruir aos novos muçulmanos, e aos que se aproximavam dia a dia do Kuran naquela região.


Uma vez em Iazrib, Masab Ibn Amir e Saad Ibn Zurarah decidiram convocar ao Islã os líderes tribais da cidade apelando para a lógica, pois a doutrina e as leis do Islã não contradizem em nenhum momento a lógica e a razão, senão que confirmam de forma lógica a razão.


Certo dia entraram em um jardim no qual se encontravam uns muçulmanos e também dois chefes de Clãs idólatras da tribo de Bani Abdul Ash-hal, chamados Saad Ibn Maab e Usaid Ibn Hazir, Saad se dirigiu à Hazir dizendo-lhe: ' Saca tua espada da bainha, vai até aquelas duas pessoas e diga-lhes que deixem de difundir a religião Islâmica e que não enganem mais os ingênuos de nossa gente, pois Asad Ibn Zurara é meu primo e tenho vergonha de discutir com ele enfrentando-o com a espada na mão.'


Usaid, mostrando irritação em seu rosto, se levantou levando a espada na mão e foi direto aos dois homens transmitindo-lhes em forte tom a mensagem, Masab Ibn Amir, orador inteligente, eloquente e prendado, que havia aprendido diretamente do Mensageiro de Allah (S.A.A.S) como difundir a Religião, disse a Usaid: ' É possível que te sentes por um instante para que possamos dialogar ? Se não for de teu agrado voltaremos pelo caminho de onde viemos.' Usaid respondeu: ' Sê dizes a verdade.' Se sentou e volveu a espada à bainha, Masab lhe recitou algumas Ayat do Sagrado Kuran, a força expressiva do Kuran, a atração que exerce, sua doçura e lógica poderosa esgrimida por Masab terminaram cativando-o, e disse: ' Qual a forma de me tornar muçulmano ?' Lhe responderam: ' Testemunhar a Unidade de Allah e aceitar a Seu Profeta, purificar o corpo, as vestes e orar.'


Usaid disse que havia ido ali com a finalidade de mata-los, e com o rosto alegre testemunhou a Unidade Divina e a Profecia de Muhammad, fez a purificação em um tanque no jardim e pronunciando a frase 'não há mais deus além de Allah e Muhammad é seu Mensageiro' voltou para onde estava Saad Ibn Maad, este o aguardava desesperado. Quando o viu de longe com o rosto sorridente e alegre disse aos presentes: ' Lhes asseguro que há mudado de crença e que não obteve êxito em seu propósito.' Usaid chegou e lhes contou o acontecido, Saad Ibn Maad se levantou muito enfurecido para matá-los, porém lhe aconteceu exatamente o mesmo que a Usaid, também foi cativado pela lógica firme e doce, e se arrependeu de seu proceder. Professou sua fé e submissão a Religião revelada e se purificou ali mesmo, posteriormente foi ter com sua tribo e lhes disse: ' de que posição desfruto ante vocês ?' ' És o chefe e o principal de nossa tribo', lhes responderam os seus. Declarou então: ' Não dirigirei a palavra a nenhum de vocês, seja homem ou mulher, se não aceitarem o Islã.'


As palavras do chefe da tribo correram de boca a boca, e não passou muito tempo e toda a tribo de Banu Abdul Ash-hal, inclusive mesmo antes de conhecer o Enviado de Allah (S.A.A.S), se islamizou convertendo-se em ardente defensora da Verdade Revelada.


Temos numerosos exemplos como o acima mencionado na História da expansão do Islã e todos eles demonstram que as afirmações dos

 

orientalistas referentes a expansão violenta do Islã são falsas e mau intencionadas: nestes exemplos não vimos nem força, nem dinheiro, nem prisões, tão pouco as pessoas haviam visto ao Profeta (S.A.A.S), foi somente a postura impecável e racional de um difusor do Islã e a força própria que provém da Verdade que emana de Allah o que provocou uma transformação espiritual nas pessoas sem que houvesse nenhum outro fator."

Please reload

  • Twitter Clean
  • w-facebook
  • w-youtube
  • w-flickr