Ghadir Khumm


A Peregrinação do Adeus

Dez anos após a migração ( Hégira ), o Mensageiro de Deus [paz e bênçãos esteja com ele e sua descendência] ordenou a seus seguidores mais próximos para chamar todas as pessoas em lugares diferentes para se juntar a ele em sua última peregrinação.Nesta peregrinação, ele ensinou-os a realizar a peregrinação de uma forma correta e unificada.

Esta foi a primeira vez que os muçulmanos com esta magnitude reunidos em um só lugar, na presença de seu líder, o Mensageiro de Deus [s]. Em seu caminho para Meca, mais de setenta mil pessoas seguiram Profeta [s]. No quarto dia de Dhu'l-Hijjah mais de cem mil muçulmanos entraram Makkah.

Depois de completar sua última peregrinação ( Hajjatul-Wada ' ), o Profeta [s] foi deixando Meca para Medina, onde ele ea multidão de pessoas chegaram a um lugar chamado Ghadir Khumm (que fica perto de hoje al-Juhfah)

"Ó Mensageiro, proclama o que te foi revelado por teu Senhor, porque se não o fizeres, não terás cumprido a Sua Missão. Deus te protegerá dos homens, porque Deus não ilumina os incrédulos.“ (5-67)

Ao receber o verso, o Profeta [s] parou naquele lugar (Khumm). Então ele enviou para todas as pessoas que estiveram à frente no caminho, para voltar e esperou até que todos os peregrinos que ficaram para trás, chegou e se reuniram. Ele ordenou Salman [r] para usar pedras e ferramentais de camelo para fazer um púlpito ( minbar ) para que ele pudesse fazer o seu anúncio.

“Os louvores são a Deus e a Ele pedimos ajuda. Nele cremos e a Ele suplicamos, e nos refugiamos em Deus contra nosso próprio mal e contra a maldade de nossos atos … E sou testemunho que não há divindade além de Deus e que Mohammad é Seu servo e mensageiro. Ó pessoas, por certo que imediatamente responderei ao convite de Deus e vós e eu somos responsáveis cada um pelo que nos foi prescrito. Então, o que dizeis acerca disso?”.

Responderam: “Testemunhamos que anunciaste bem tua Mensagem”.

O Mensageiro de Deus disse: “Oh Senhor meu, sejas Testemunha! … Oh presentes, acaso me escutam?”.

Responderam: “Sim!”.

Disse: “Saibam que entrarei a Fonte e vós também voltareis a Fonte junto a mim. Então, observem os dois tesouros que lhes deixarei depois de mim, assim como observai meu direito em relação a ambos”.

Um dos presentes questionou: “E quais são os dois tesouros, ó Mensageiro de Deus?”

Respondeu:

“O tesouro Maior é o Livro de Deus, cujo uma extremidade se encontra nas mãos de Deus e a outra em vossas mãos. Então firmai-vos junto ao Livro para que não vos desvieis.

O profeta então ordena que as pessoas se aproximem para realizar a oração do meio-dia em conjunto. Logo concluída a oração, o profeta se posiciona em um local mais alto, fazendo-se visível a todos, e inicia seu pronunciamento:

O outro tesouro é a minha família (Ahlul Bait). E o Benevolente tem me informado que esses dois jamais se separaram até que regressem a mim junto a Fonte.

Então tenho suplicado ao Meu Senhor que vós não sobreponhais a eles, pois seríeis aniquilados, nem sejais negligentes a seu respeito, pois seríeis exterminados”.

Hadîz Aththaqalain

Neste momento, segurou a mão de Ali (AS), levantou-a de tal maneira que todos a enxergassem, e perante todos que ali observavam, disse:

“…de quem eu sou senhor, Ali é seu senhor; ó Deus, seja companheiro de seus companheiros e inimigo de seus inimigos”

E completou: “Todos que estiveram aqui presentes devem fazer chegar esta mensagem aos que não estiveram”.

Logo após o anúncio, o profeta recebeu do Anjo Gabriel o seguinte versículo (a última revelação do Al Corão):

“Hoje vos aperfeiçoamos vossa religião, vos completamos Minhas Graças para convosco e prescrevo a vós o Islã como religião (5-3)”. o versículo de ikmal al-Din

“…de quem eu sou senhor, Ali é seu senhor; ó Deus, seja companheiro de seus companheiros e inimigo de seus inimigos”

#ghadirkhumm

12 visualizações