A origem islâmica da palavra quarentena

O estudioso muçulmano persa de Medicina, Ibn Sina (980 - 1037) (ou mais conhecido como Avicena), suspeitava que algumas doenças fossem disseminadas por micro organismos. Para evitar a contaminação entre seres humanos, ele inventou o método de isolar as pessoas por 40 dias no persia. Ele chamou esse método de al-Arba’iniya (“os quarenta”).




O estudioso muçulmano persa de Medicina, Ibn Sina (980 - 1037), suspeitava que algumas doenças fossem disseminadas por micro organismos. Para evitar a contaminação entre seres humanos, ele inventou o método de isolar as pessoas por 40 dias no pérsia. Ele chamou esse método de al-Arba’iniya (“os quarenta”).


Os comerciantes de Veneza ouviram falar de seu método bem-sucedido e levaram esse conhecimento de volta à Itália contemporânea. Eles chamavam de “Quarantena” (“os quarenta” em italiano). É daí que a palavra “quarentena” vem. A origem dos métodos atualmente usados em grande parte do mundo para combater pandemias, tem origem no mundo islâmico.


Allah, subhannah wa tha'ala, diz no Alcorão:


(“ Quem salva uma vida humana, é como se ele tivesse salvo toda a humanidade. ”) – {5 : 32}.


Ainda hoje, o método de Ibn Sina salva milhares, talvez milhões, de vidas. Ma shaa Allah, esse é outro legado cheio de barakah!


Nota: O nome completo de Ibn Sina era Abu Ali Al-Hussein Ibn Abdullah Ibn Sina. No oeste, ele também é conhecido pela versão latina de seu nome: Avicena.

#islam #muçulmano #medicina #ibn_sina

476 visualizações