A vida



"Em verdade, este mundo é um lugar de água suja e um chafariz de água enlameada.
Sua aparência é atraente e seu interior é destrutivo. É uma decepção sutil, um reflexo fugidio e um pilar inclinado. Sempre que seu depreciador começa a gostar dele, e aquele que não está familiarizado se sente satisfeito com ele, o mundo se levanta e finca o pé, aprisiona-o em sua armadilha.
Faz dele o alvo para suas setas e lhe põe a corda da morte em torno do pescoço,
levando-o para o estreito túmulo e para a tenebrosa morada, a fim de lhe mostrar
a sua estadia e a recompensa pelos seus atos. Isso tem continuidade, de geração para geração.
Nem a morte impede de separá-los, nem os sobreviventes ficam
isentos de cometer pecados. Eles rivalizam-se mutuamente avançe, savanç am em rumo ao objetivo final e ao encontro com a morte, até que a quchegueestão a um desfecho, o mundo desapareça e a ressurreição se aproxime;

26 visualizações0 comentário