Arábia Saudita ataca centros de quarentena COVID-19 no Iêmen

Arábia Saudita ataca centros de quarentena COVID-19 no #Iêmen

A Arábia Saudita e seus aliados atacaram centros de quarentena no Iêmen, minando os esforços para evitar o combate ao surto de coronavírus.


O Comitê Superior do Iêmen de Combate às Epidemias informou quarta-feira que a Arábia Saudita realizou um ataque perto do centro de quarentena da escola Al-Mahjabah em Afar, localizada na província de Al-Baidha, e outra perto da quarentena do Área de motoristas locomotivos perto de Afar, de acordo com o canal de televisão estatal iemenita Al-Masirah.

Por meio de comunicado, o comitê mencionado condenou a agressão saudita, ressaltando que esses ataques ocorrem como parte das tentativas da monarquia árabe e de seus aliados de espalhar o novo coronavírus, conhecido como COVID-19, no Iêmen.




A nota diz que os aviões de guerra sauditas haviam lançado ataques perto da zona de quarentena em Al-Salif, na província de Al-Hudayda. Ele também acrescenta que a recente multiplicação de vôos por Riad para espalhar o vírus no Iêmen.

Por sua vez, o Ministério dos Direitos Humanos do Iêmen também condenou o ataque em uma nota, considerando-o uma violação flagrante do Direito Internacional Humanitário.

O Portfólio instou as organizações internacionais que operam no Iêmen a cumprir seu dever com relação ao comportamento irresponsável de Riad e seus aliados que buscam espalhar a epidemia no país mais pobre do mundo árabe.

O ministro da Saúde do Iêmen, Dr. Taha al-Mutavakel, alertou na segunda-feira que, se a pandemia do novo coronavírus se espalhar no Iêmen, ele poderá infectar 90% da população do país.

Em meio à pandemia do COVID-19, que não deixou nenhum país seguro, Riad continua boicotes, conflitos e assassinatos de iemenitas após cinco anos de guerra contra o Iêmen, que até agora deixou mais de 100 000 mortos.

0 visualização