O que um simples croissant tem a ver com o Islam?

O que um simples croissant tem a ver com o Islam?

Segundo uma das tradições, absolutamente tudo. Conta-se que, durante a batalha de Vienna, em 1683, na qual o Império Otomano tentava a sua maior ofensiva contra o território europeu, um grupo de padeiros, enquanto trabalhava, ouviu o barulho de um túnel sendo escavado. Logo, desesperados, avisaram às autoridades, que conseguiram com êxito impedir o ataque turco. Em comemoração à vitória, criaram o croissant, ou rebatizaram uma massa já existente (kipferl) em deboche à Crescente que aparecia nas bandeiras otomanas. Assim, todas as vezes que alguém come um croissant, está remorando uma das mais épicas batalhas do mundo ocidental.

Fonte: Orientalidades

72 visualizações