Entendendo o Chamado para a Oração Islâmica (Azan)

Lexicamente, 'Azan' significa anúncio ou declaração. A palavra 'azan' também foi usada no sagrado Alcorão desta forma.




Iqama significa literalmente manter ou endireitar. Recitado após Azan, que é a primeira declaração, iqama é a segunda e última chamada que indica o início real da oração. Adhan é o chamado para a reunião e iqama é para se levantar e se preparar para a oração.


Combinados, adhan e iqama são às vezes chamados de adhanayn (Os dois Azans).



Azan consiste em:

Allah-u akbar

(Allah é o Maior) quatro vezes;


Ashhad-u an la ilah-a illa Allah

(testemunho que não existe Deus senão Allah) duas vezes;


Ashhad-u ann-a Muhammad-an Rasul-u Allah

( testemunho de que Muhammad é o mensageiro de Allah) duas vezes;


hayy-a 'ala l-salah

(apressa-se para a oração) duas vezes;


hayya 'ala l-falah

(apressa-se em direção à salvação) duas vezes;


hayy-a 'ala khayr al-'amal

(apressa-se em direção ao melhor dos feitos) duas vezes;


Allah-u akbar

duas vezes;


Ia ilah-a illa Allah

duas vezes.


Embora a frase de wilaya ie ashhad-u ann-a 'Ali-yyan wali-yyu Allah , (eu testemunho que' Ali é o wali de Allah) tenha sido recitada no Azan de alguns dos xiitas desde os tempos antigos, não é apresentado em fontes xiitas como parte de Azan. É recitado após a terceira frase duas vezes.


A sexta frase, isto é, hayy-a 'ala khayr-i l-'amal (apressa-se para o melhor das ações) pertence particularmente a escola xiita e é uma característica distintiva.

Ibn Nubah , o mu'adhdhin (a pessoa que faz o chamado para a oração) do Imam 'Ali (a) costumava recitar esta frase no Azan sem objeções do Imam Ali (a). De acordo com relatos xiitas, esta frase fazia parte de Azan até que 'Umar a omitiu' .


De acordo com os Xiitas

A prática de recitar o Azan começou nos primeiros dois anos após a Hijra , após o redirecionamento de Qibla de al-Masjid al-'Aqsa para a Ka'ba. De acordo com fontes , o Profeta (s) recebeu Azan por meio de revelação divina . O arcanjo Jabra'il o recitou pela primeira vez durante a noite de Mi'raj . Quando ele recitou mais uma vez, o Profeta (saas) ordenou ao Imam 'Ali (a) que o ensinasse a Bilal b. Rabah .


De acordo com sunitas

Em alguns relatos sunitas , afirma-se que Azan é feito pelo homem e não baseado na revelação divina.





84 visualizações