Grupo terrorista ISIS festeja a morte do General Iraniano Qassem Soleimani 

O grupo terrorista ISIS comemorou a morte do general iraniano Qassem Soleimani, assassinado em um ataque aéreo dos EUA, informou a "BBC" . A publicação revela que, em um comunicado, os terroristas descreveram a morte do comandante da Força Quds, unidade de elite da Guarda Revolucionária do Irã, "como um ato de intervenção divina que beneficiou" o Estado Islâmico. Apesar de celebrar o ocorrido, o grupo, no entanto, não fez nenhuma menção aos Estados Unidos, responsável pelo ataque contra Soleimani, no aeroporto de Bagdá, no último dia 3 de janeiro.

Soleimani, considerado um dos homens mais poderosos de Teerã, era um dos principais protagonistas na luta contra os terroristas em muitas áreas de crise do Oriente Médio. A decisão do presidente norte-americano, Donald Trump, de mandar matar o general iraniano desencadeou uma série de consequências. A medida imediata foi tomada pelos EUA que suspenderam as operações no Iraque. Normalmente, as forças iraquianas assumem a maioria dos riscos em relações as operações contra os terroristas onde já conquistaram 70% do território que estava nas mapa dos terroristas.

44 visualizações