Olho por Olho, uma lei da natureza

Olho por olho é uma lei da natureza que, qualquer que seja a ação que tomemos neste mundo, sempre haverá uma reação. Se fizermos o bem, ganharemos uma boa recompensa. Se fizermos mal, deveremos esperar um resultado ruim. "O que você planta, então você colhe" é um ditado popular.



O Alcorão Sagrado também nos guiou sobre esse assunto. Diz:

Se você faz o bem, faz o bem a si mesmo. (Da mesma forma)

Se você pratica o mal, pratica o mal para si mesmo.

(Alcorão: Capítulo 17, Verso 7)


Um dos companheiros do Santo Profeta Muhammad (S) gostava muito desse versículo do Alcorão. Ele costumava recitar em voz alta e repetida onde quer que fosse.

Uma mulher judia que o ouviu uma vez quis provar que ele estava errado e, assim, torná-lo impopular entre seu povo. 


Ela pensou em uma conspiração contra ele.


Ela preparou alguns doces misturados com veneno e os enviou para ele como presente. Quando os recebeu, ele saiu da cidade com eles. No caminho, ele conheceu dois homens que estavam voltando para casa depois de uma longa jornada. Eles pareciam cansados e famintos, então ele pensou em fazer uma boa volta. Ele ofereceu os doces. Claro, ele não sabia que eles estavam secretamente misturados com veneno. 


Assim que os dois viajantes pegaram os doces, eles desabaram e morreram.

Quando as notícias de sua morte chegaram a Medina, a cidade onde o Profeta residia, o homem foi preso. Ele foi trazido à frente do Profeta e relatou o que realmente havia acontecido. A judia que misturou veneno com os doces também foi levada à corte do Profeta. Ela ficou surpresa ao ver os dois corpos dos viajantes lá. Na verdade, eles eram seus próprios dois filhos que haviam partido em uma jornada.


Ela admitiu sua má intenção diante do Profeta e de todas as pessoas presentes. Infelizmente, o veneno que ela misturara nos doces para matar a companheira do Profeta havia matado seus próprios dois filhos.

Que exemplo esplêndido de uma reação trágica a uma ação ruim. Mostra como se colhe o que semeia.


“Faça o que você faria” são palavras de sabedoria dos sábios e sábios do passado. Eles nos ensinam a fazer o bem aos outros da mesma maneira que gostamos que outros façam o bem a nós.

0 visualização