Um Qusay: a avó sunita que salvou xiitas

Duvido que você já tenha ouvido o nome dela antes. Ela se chamaUm Qusay, uma avó sunita que salvou xiitas de um massacre.




Ela salvou a vida de muitos cadetes xiitas do #Speicher_massacre que estavam fugindio do grupo terrorista SIS; Ela se arriscou alimentando, vestindo e os escondendo em sua casa por 17 dias cadetes xiitas que o ISIS buscava para matá -los.


Ela ouviu falar de um grupo de 7 soldados que havia escapado do massacre; não hesitou em enviar seu próprio filho e filha para recuperá-los do interior do território inimigo. Sua casa se tornou seu santuário, seu refúgio e abrigo, apesar de ainda estarem no meio da guerra.

Ela os manteve por 17 dias até o ISIS entrar em sua cidade. Ela organizou um roteiro para levá-los de volta para suas famílias por dentro do território do ISIS.


Ela forjou novos cartões de identificação para os soldados usando os nomes de seus próprios filhos. E não foi só isso, ela insistiu em acompanhá-los até que chegassem em casa seguros. Para essa aventura ela levou as filhas. Partiu de sua cidade com a mão no coração, ela esperava que todos os soldados memorizassem seu novo nome para que conseguissem passar pelas linhas terroristas.


Um Qusay e seu comboio passaram por 10 postos de controle do ISIS, ela conversou nesta aventura com os terroristas, não ficou aterrorizada por sua vida ou pela vida de sua família, tudo em que pensava era levar esses soldados para casa. No último posto de controle, um dos soldados gaguejou e esqueceu seu nome falso.


Para causar uma cena histérica e desviar o assunto, Um Qusay bateu a cabeça vigorosamente para causar um sangramento e usar isso como desculpa para ser levada às pressas para o hospital. Ao enganar engenhosamente cada posto de controle, ela conseguiu levar dezenas de xiitas do território do ISIS para suas casas em sua segurança.


No total, ela abrigou, protegeu e garantiu a segurança de 64 soldados / cadetes iraquianos.

No Iraque, ela é apelidada de 'ام العراقيين' e 'طوعة' (Mãe dos Iraquianos).


Ela foi agraciada com o Prêmio Internacional Mulheres de Coragem e elogiada pelo Marji3iya. Sua casa foi transformada em um abrigo onde as pessoas se reúnem para conversar e aprender com ela a sua coragem.



Um Qusay é o ícone da história e representa a materialização do sentimento e ensinamento islâmico.